• Dra Karolina Frauzino

Passo-a-passo da Cirurgia de Retirada de Veia Safena



Nesse texto vou abordar objetivamente como é feita a cirurgia convencional de retirada de veia safena. Vamos lá?

Aconselho que antes de ler esse artigo, leia o artigo sobre "refluxo das veias safenas" (clique aqui) para entender sobre as veias safenas e quando é indicada a cirurgia.


A cirurgia tradicional de veias safenas é feita no centro cirúrgico e leva aproximadamente 2 a 4 horas.


Semana anterior à cirurgia de retirada de veia safena


Algumas rotinas fazem parte da semana que antecede à cirurgia de retirada de veia safena.

Por exemplo, algumas medicações devem ser suspensas 7 dias antes, 5 dias antes ou mesmo 24 horas antes. Isso deve ser informado pelo cirurgião na consulta que antecede a cirurgia.


Também nessa semana, é feita a consulta pré-anestésica com o anestesista da equipe do hospital que ocorrerá a cirurgia, em que o anestesista analisará seu histórico médico e tirará todas as dúvidas. Leve todos os exames e a lista de dúvidas.


Alguns cirurgiões possuem a rotina de consulta no dia que antecede a cirurgia para fazer a marcação das varizes e registro fotográfico em consultório. Não são todos que o fazem.


Uma ação que deve ser feita pelo no dia anterior à cirurgia é a raspagem dos pelos da virilha e das pernas, principalmente os homens. Pode ser feito com lâminas.


O jejum da cirurgia deve ser de 8 horas ou seja, se a cirurgia for feita 7 horas da manhã, a última refeição de líquido ou sólido deve ser às 23 horas do dia anterior.


Qual é a anestesia para a cirurgia de retirada de veia safena?


Para esse tipo de cirurgia é realizada a anestesia peridural ou raquianestesia, que é mesma anestesia que se faz no parto cesáreo.

Geralmente é feita antes uma sedação e, na maioria das vezes, o paciente está dormindo na hora da raquianestesia e permanece assim durante toda a cirurgia.


Dia da cirurgia de retirada de veia safena


No dia da cirurgia deve-se chegar 1h a 30min antes no hospital para fazer toda a burocracia da internação.

Deve-se levar todos os exames e a presença de um acompanhante é preferível.

Também caso vá fazer uso de meia compressiva, não esqueça em casa!


No centro-cirúrgico


Já no centro-cirúrgico, você vai ser conduzido para a sala de cirurgia, onde o anestesista, a equipe de cirurgia e o enfermeiro estarão à sua espera.


Lá será realizada a anestesia e a cirurgia de retirada de veia safena, segundo do passo-a-passo que eu descreverei agora.


Passo-a-passo da Cirurgia de retirada de veia safena


Para a retirada das veias safenas, são feitos duas incisões: uma de 3 centímetros na virilha e uma de 1,5 cm no tornozelo ou na dobra do joelho.


Após identificar a veia safena, o cirurgião insere um fio de aço por dentro da veia safena de uma incisão a outra e, orientado pelo fio, o cirurgião desconecta a veia safena e a extrai por uma das incisões.


As duas incisões são suturadas com pontos internos e externos.


Ao término do procedimento é feito um curativo das incisões com micropore, calçamento de meias elásticas estéreisenfaixamento compressivo das pernas com ataduras.


Alta hospitalar após a cirurgia de retirada de veia safena


A alta hospitalar geralmente é no mesmo dia ou no dia seguinte, a depender do horário da cirurgia.

No dia do procedimento, o paciente deve permanecer em repouso mesmo em casa.

Geralmente para essa cirurgia, se interna por período de cerca de 12 horas a 24 horas.


Dias depois da cirurgia de retirada de veia safena


No dia seguinte do procedimento, o paciente retira os curativos em casa, mas permanece com a meia compressiva.

Caminhadas leves são iniciadas para estimular a circulação e evitar complicações, seguindo orientação do cirurgião.

A consulta de revisão cirúrgica é feita em torno de sete dias após a alta, quando são retirados os curativos.


Os pontos de sutura geralmente são retirados entre 10 a 14 dias após a cirurgia.


Os roxos geralmente levam cerca de 1 a 2 meses para clarear, porém nas peles morenas pode demorar mais tempo.

Como é a recuperação da cirurgia


As caminhadas são estimuladas já 24 horas depois da cirurgia de retirada de veia safena.


Em torno de 7 a 15 dias já se espera um retorno às atividades diárias na sua normalidade.


Atividades físicas mais pesadas somente podem ser iniciadas após liberação médica.


Uso da meia compressiva é importante para evitar sintomas como dor, edema dos tornozelos e prevenir trombose e seu tempo de uso é individualizado.



Quais são as complicações possíveis?


1. Hematomas

A veia safena é conectada a inúmeras veias pequeninas ao longo do seu trajeto, que literalmente são arrebentadas durante sua extração, isso provoca sangramento que é estancado em alguns segundos pela coagulação do corpo. Sabe os roxinhos? São esses hematomas resultantes dos sangramentos.


2. Redução da sensibilidade da pele

A veia safenas têm íntima relação com nervos de sensibilidade, que podem ser puxados durante a extração. Essa complicação acontece na extração da veia safena parva, não é passível de prevenção e pode durar de dias a anos.

3. Infecção da ferida

Todas os cortes de cirurgias são passíveis de infecção. Porém a região da virilha tem maior frequência.


4. Trombose venosa profunda

A cirurgia de veias safenas, como toda a cirurgia, gera risco de trombose venosa, que é proporcional à quantidade de fatores de risco inerentes ao paciente.


5. Sangramento

O sangramento após a retirada de safenas pode acontecer nos locais em que a veia estava conectada com outras veias e costuma ser autolimitado quando a coagulação do paciente está normal.

6. Cicatriz

As incisões da cirurgia geram cicatrizes, porém por estarem em locais escondidos não costumam gerar problemas.

Estatística: 100%




Dra Karolina Frauzino é médica angiologista em Brasília-DF e possui atuação focada em doenças venosas, como trombose e varizes. É membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular e possui Título de Especialista em Cirurgia Vascular pela AMB e SBACV.