• Dra Karolina Frauzino

O que fazer se a variz sangrar



O sangramento de varizes e vasinhos é uma complicação possível (e acontece mesmo) nos estágios mais avançados da doença venosa crônica


Ela pode ser desencadeada por esforço físico leve do dia-a-dia, traumas leves ou mesmo de forma espontânea - sem avisar.


Independente da causa, o sangramento de veia varicosa é uma complicação que pode ser grave e trazer risco de óbito por choque hemorrágico em poucas horas dependendo da veia acometida e, por isso, é considerado uma emergência médica.


Antes de tudo, preciso deixar claro que o ideal é que você não deixe que a doença venosa chegue em estágios avançados e procure um angiologista para tratar suas as varizes e vasinhos.


Dito isso, alguns tipos de varizes / vasinhos possuem maior risco de sangramento. Deixo alguns exemplos abaixo:


<<<<fotos>>>>


Se você tem alguma dessas lesões, você corre maior risco de sangramento espontâneo das varizes e deve tratar as varizes o quanto antes.

Porém até que você trate suas varizes, deixei uma sequência de condutas fáceis e bem didáticas que eu desenvolvi para que você siga caso aconteça com você.


1. Imediatamente comprima o local do sangramento com um dedo.


Mesmo em casos de sangramento abundante, a origem do sangramento é sempre um orifício puntiforme e passível de ser controlado com compressão por um dedo.


2. Depois de comprimir a veia: chame ajuda.


Se tiver dificuldade de caminhar ou se estiver sozinho no local, priorize a compressão do sangramento por alguns minutos. É a compressão que vai te ajudar.


3. Outra pessoa: comprima com o dedo o local do sangramento e deite você com os membros inferiores elevados.


Deve permanecer nessa etapa por alguns minutos - entre 5 a 10 minutos - que é o tempo que leva para o corpo começar a formar um coágulo fraco.

Além disso, deitar com os membros inferiores elevados reduz a pressão de sangue dentro das veias, aumenta o retorno de sangue para o coração e aumenta a pressão arterial.


4. Só após controlar o sangramento, faça um curativo compressivo da seguintes opções:


  1. Faça um chumaço de gaze e o prenda em atadura enrolada na perna de forma bem compressiva

  2. Faça um chumaço pequeno de pano limpo e o prenda com uma tira de pano limpo enrolada na perna de forma bem compressiva.

  3. Faça chumaço de gaze ou um chumaço pequeno de pano limpo, prenda com uma fita e calce meia compressiva por cima.

ATENÇÃO: Se, ao fazer isso, a variz voltar a sangrar, repita o passo 3

5. Após controlar o sangramento: vá ao hospital


Se puder, ande o menos possível e o mais devagar possível no caminho, para não voltar a sangrar.

Enquanto espera atendimento: mantenha membros inferiores elevados e repouso.


5. O que esperar do atendimento médico:


No hospital, o médico emergencista vai retirar o curativo e avaliar o ponto de sangramento.

É nessa avaliação que ele vai avaliar necessidade de dar ponto na veia que sangrou ou manter curativo compressivo até que a veia comprometida cicatrize por completo.


6. Procure angiologista para tratar as varizes


Não tem desculpa:


Se a sua variz sangrou uma vez, você corre o risco de isso acontecer novamente e, portanto deve tratar suas varizes.

7. O que você não deve fazer se a variz sangrar:

  1. Colocar café ou açúcar no local do sangramento

  2. Garrotear o local do sangramento

  3. Amarrar um pano às cegas no local do sangramento

  4. Ir às pressas para o hospital sem parar o sangramento

  5. Sair correndo para chamar ajuda sem parar o sangramento


Bom, é isso! Espero ter ajudado vocês!

 

Autoria de:

Dra Karolina Frauzino é Médica Angiologista em Brasília-DF, focada no tratamento de varizes, vasinhos, trombose e linfedema. É Membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular e possui Título de Especialista em Cirurgia Vascular pela Associação Médica Brasileira.