• Dra Karolina Frauzino

Orientações obrigatórias para quem usa anticoagulante

Atualizado: 8 de Dez de 2020



"Tive trombose e estou tomando anticoagulante. Preciso ter algum cuidado específico?"









Os anticoagulantes, seja o Xarelto, Marevan, Pradaxa ou a heparina, são usados na prática médica para o tratamento e a prevenção de trombose arterial ou venosa e agem inibindo o sistema de coagulação, evitando a formação do coágulo. Dessa forma, já dá pra inferir o principal risco de quem toma essa medicação: o risco de sangramento.


Para evitar esse tipo de complicação, preparei uma lista de bolso dos cuidados para quem toma esse tipo de medicação.


1. Evite atividades que predisponha a traumas

Devido à predisposição a sangramentos maiores e hematomas, é aconselhável que durante o tratamento se evitem atividades de levem ao risco de traumas como: jogar futebol, jogar volei e praticar luta.

Uma vez cessado o tratamento, o sistema de coagulação volta ao normal até 5 dias após a cessação do Marevan e em 24h após a cessação de outras medicações.


2. A Gravidez é contra-indicada com anticoagulantes ORAIS

Os anticoagulantes ORAIS comercializados no Brasil causam risco de malformações fetais e, portanto, são contra-indicados na gravidez.


Em caso de gravidez ou desejo por gravidez durante o tratamento, avise a seu médico para que as medicações sejam trocadas pela injeção diária de heparina subcutânea.


Durante a amamentação, pode-se usar comprimido de Marevan ou injeção subcutânea de heparina, mas o bebê deve ser monitorado quanto ao risco de sangramento. Os anticoagulantes Xarelto, Pradaxa e Eliquis são contra-indicados também nessa situação.


3. Exames laboratoriais necessários

Necessários exames que meçam a quantidade de células vermelhas do sangue, a função hepática e renal e a coagulação sanguínea para o início do tratamento.


Para quem usa Marevan, deve ter rigor na realização periódica da dosagem sanguínea do INR, que mede o nível de coagulação pelo remédio [se você usa, decore essa sigla]. Isso porque a ação do remédio sofre maior influência de alimentação e outras medicações.


A interpretação básica do exame: se entre 2-3 significa que o remédio está em nível adequado. Abaixo de 2 há risco maior de trombose. Acima de 3 há risco maior de sangramento.


As medicações Xarelto, Eliquis, Pradaxa e Heparina não necessitam de controle laboratorial e não possuem exame específico.


4. Em caso de sangramento, avise a seu médico

Os sangramentos mais comuns com o uso dos anticoagulantes são sangramento digestivo, sangramento nasal e sangramento gengival.

Importante avisar imediatamente o médio caso haja sangramento, podendo ser necessário trocar dose do remédio ou mesmo suspendê-lo.


5. Menstruação não cessa? Avise a seu médico.

É normal o aumento do fluxo menstrual durante o uso de anticoagulantes. No entanto, se o fluxo não cessa, avise a seu médico, podendo ser necessário trocar dose do remédio ou mesmo suspendê-lo.


6. Evitar alguns tipos de alimentos

Para quem toma Xarelto, Pradaxa, Eliquis e heparina, não há restrição alimentar.

Já a ação do Marevan (varfarina sódica) é diminuída quando ingeridos alimentos ricos em vitamina k (folhas verdes escuras, como agrião, couve e espinafre). A ingestão desse tipo de alimento não é proibida, mas se consumida, é recomendado que o seja feita em quantidades regulares (a mesma quantidade todos os dias).


7. Evitar alguns tipos de remédios

Cada anticoagulante tem uma lista pequena ou grande de medicamentos que podem aumentar o efeito (causando risco de sangramento) ou reduzir o efeito do anticoagulante.

**Dica de ouro: faça uma lista e guarde na carteira.**


9. Tomar o anticoagulante sempre no mesmo horário

O comprimido foi fabricado de forma que, após ingerido e absorvido pelo sangue, fique agindo no sangue durante as horas específicas informadas na bula. Tomar antes do necessário, pode trazer risco de sangramento.


10. Jamais dobrar a dose do remédio.

Esqueceu de tomar o anticoagulante? Tome o comprimido assim que lembrar e adapte o horário das próximas tomadas. Nunca, jamais e em tempo algum tome dois comprimidos ao mesmo tempo para compensar o que esqueceu.


11. Avisar ao mundo que toma anticoagulante

Sempre que for se consultar, avise que toma anticoagulante.

Sempre que for tomar algum remédio, avise que toma anticoagulante.

Sempre que passar mal, avise que toma anticoagulante.

Dica de ouro: deixe anotado na carteira que toma anticoagulante.



E dica mais importante: Em caso de dúvidas, procure o seu médico!




Autoria:

Dra Karolina Frauzino é Membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular e possui Título de Especialista em Cirurgia Vascular pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.





#anticoagulante #orientaçãoanticoagulante #drakarolinafrauzino #angius #clinicaangius #angiologistabrasilia