• Dra Karolina Frauzino

11 Cuidados obrigatórios após a cirurgia de varizes

Atualizado: Mar 10



Independente da técnica utilizada, algumas orientações devem ser seguidas em todas as cirurgias de varizes.


Vamos lá às dicas?



1.Hidratação é fundamental

Após uma cirurgia de varizes, mesmo as minimamente invasivas, há uma tendência a se desidratar pelos remédios, tempo de jejum e pela técnica.

A regra é: acordou, água!


2. Caminhadas para evitar trombose

Cirurgia de varizes requer quantos dias de repouso? Nenhum!

Não peço para andar uma maratona logo no primeiro dia, porém caminhadas 5-10min a cada 2 horas estimulam a circulação, evitam o inchaço e previnem trombose.


3. Fuja do sol mesmo!

Grande característica dessa cirurgia é a orientação em fugir do sol para evitar resultado cosmético indesejado: as manchas.

Evitar ir à cirurgia bronzeada e fugir do sol até a recuperação da pele são as recomendações.


4. Meia elástica para quem precisa

Uso da meia compressiva não é obrigatório na cirurgia de varizes, porém auxilia a reduzir os sintomas de inchaço, dor e cansaço nas pernas operadas.

Dessa forma, a indicação e o tempo de uso são individualizados pelo médico e devem ser obedecidos.


5. Drenagem linfática é bom para a circulação

Assim como a meia compressiva, a drenagem linfática melhora o inchaço dos membros inferiores e auxilia na recuperação da cirurgia.

É obrigatório? Não!

O cirurgião vai orientar nos casos que julgue necessário.


6. Remédios para a circulação

Os remédios e cremes prescritos objetivam a melhora dos sintomas, redução dos roxos e diminuição do risco de manchas.

Não subestime o valor deles!


7. Cuidados com as incisões

Alguns cuidados com as incisões para se ter em casa: lavar com anti-sépticos, manter os micropores pelo tempo orientado e manter a pele sempre hidradada.


8. Atividade física somente após a liberação médica

Repouso? Não

Limitação a atividades físicas de impacto? Sim

O tempo para a liberação desse tipo de atividade vai depende do tamanho da cirurgia e da técnica utilizada. Por ser orientação individualizada, deve ser respondido pelo seu médico.


9. Temos pernas pra cima sim!

Em contrapartida à orientação de caminhadas, é necessário evitar ortostatismo prolongado e, sempre que não estiver caminhando, elevar as pernas a 30 graus evita o edema das pernas.


10. Cuidados com os roxos

Cremes para os roxos, hidratação da pele, evitar exposição ao sol.

Todas as orientações anteriores vão ajudar na recuperação da cirurgia como um todo.


Seguindo as orientações sua recuperação vai acontecer


11. Paciência agora para aproveitar depois

Mesmo com as orientações gerais, cada pele responde à sua maneira e o tempo de recuperação varia individualmente.

2 meses, 6 meses, 1 ano são variações possíveis para a recuperação cosmética da cirurgia e deve ter isso em mente antes de operar.



Dra Karolina Frauzino é médica cirurgiã Vascular dedicada ao tratamento de doenças venosas em Brasília, com Título de Especialista em Cirurgia Vascular pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.