• Dra Karolina Frauzino

Meia compressiva: proibido usar nesses casos

Atualizado: Jun 8




Em várias outras publicações falei sobre os benefícios da meia compressiva, sobre dicas de meia compressiva, como escolher.


Agora vou falar sobre situações e perfis de pessoas que não podem usar meia compressiva, mesmo quando estiverem em situações que precisem delas: as pessoas contra-indicadas a usar.


Insuficiência cardíaca congestiva grave

Existe o risco de que eles desenvolvam sobrecarga sistêmica de líquido. No entanto, a redução de edemas moderados, sem deslocar volumes sanguíneos maiores para o coração direito, pode ser alcançada usando terapia compressiva leve.


no primeiro perfil, estão os pacientes que possuem um problema no coração que é chamado popularmente de coração inchado e que a medicina chada de insuficiencia cardíaca congestiva. Nesses pacientes, o uso da meia compressiva pode desencadear ou mesmo piorar o problema do coração, às vezes levando à internação.

Isso porque a meia compressiva age ajudando na drenagem do líquido do inchaço e levando de volta à circulação, o que aumenta o volume de sangue que tem que ser bombeado. podendo causar sobrecarga do coração que já não bombeia direito.

Isquemia crítica do membro

Pacientes com doença arterial periférica, a depender do grau, podem ser contraindicados a usar terapia compressiva, pois há risco de isquemia ou necrose cutânea local, principalmente se o membro estiver elevado.


No segundo perfil, são os pacientes que tem obstrução ou entupimento de artérias que levam sangue do coração aos membros inferiores, que na medicina chamamos de insuficiencia arterial, doença arterial obstrutiva cronica. e podem ser causados diabetes, colesterol alto, pressão alta e tabagismo.

Nesses pacientes, dependendo do grau de comprometimento da circulaçao, a compressão da meia pode diminuir o fluxo de sangue para os pés e os dedos, podendo em casos mais avançados a causar até gangrena dos dedos pela falta de circulação.

Neuropatia periférica avançada

O uso pode ser feito, mas com muito cuidado, pois a ausência de sensibilidade que acompanha pode atrapalhar o julgamento da eficiência da meia com risco causar danos.


Um outro perfil de pacientes que tem que ter cuidado com o uso de meia compressiva são os que tem alguma doença que comprometem os nervos sensitivos da perna e que perda de sensibilidade os pés e pernas. Isso porque na perda da capacidade de sentir dor, o paciente perde o julgamento da eficiência e .


Pele frágil de papel de seda

Essa alteração de pele é comum entre os idosos e confere risco de lesão pela fricção do tecido sobre as proeminências ósseas.


Dermatite

A pele com lesões ativas em contato com tecido friccionando o local pode sofrer irritação e piora das lesões. Além disso, a depender das lesões, pode haver infecção secundária.

Reações alérgicas ao tecido

A reação alérgica se dá como aparecimento de placas avermelhadas e coceira no local de contato do tecido com a pele.



Dra Karolina Frauzino é Cirurgiã Vascular em Brasília-DF com Título de Especialista em Cirurgia Vascular pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.



Referência:

  1. Indications for medical compression stockings in venous and lymphatic disorders: An evidence-based consensus statement. https://journals.sagepub.com/doi/full/10.1177/0268355516689631

  • angiologista em brasilia df

-

  • angiologista trombose brasília df

-

  • tratamento de varizes brasilia df

-

  • "Angiologista DF"

-

  • angiologista sulamérica DF

OUTROS CANAIS

Visite para mais informações!

©2019 by Dra Karolina Frauzino. Proudly created Design4Doctors

  • whatsapp
  • Preto Ícone YouTube